Arquivo

‘Sambahia’ na Festa da Uva

‘Sambahia’ apresenta o melhor da genuína música brasileira (Foto: Divulgação)

A cantora Shirley Espíndola e o violonista Fredy Fevereiro convidam o público para festejar o show “Sambahia”, com o melhor da genuína música brasileira, na Festa da Uva neste sábado (27), às 20h, no palco interno.

“Percebo que cada vez a festa fica mais estruturada de modo geral e principalmente dando mais atenção aos artistas da cidade oferendo uma programação de shows variados com palcos distintos como nos grandes festivais de música que acontecem em São Paulo. No palco MPB traremos esse show lindo com meu convidado Fredy Fevereiro apresentando músicas da Bahia. Não vejo a hora de alegrar o meu público, angariar novos fãs e rever os amigos que irão nos assistir.”, comenta Shirley sobre as expectativas sobre seu show.

O repertório contará com grandes compositores como Dorival Caymmi, Geraldo Pereira, Vinicius de Moraes, Baden Powell, Gilberto Gil entre outros. O time de músicos é de primeira com Sandro Oliveira  (violão), Alex Mendonça (baixo) Cássio Soares (bateria) e Dô de Carvalho (sax e flauta).

Sobre Shirley Espíndola

Shirley Espíndola é jornalista, cantora e compositora, possui dois CDs gravados, realizou vários shows em teatros e casas de espetáculo; o mais importante foi no teatro Glória Rocha “O Que me Faz Feliz” com participação especial do compositor Eduardo Gudin e da cantora e compositora Alaíde Costa em comemoração dos 350 anos de Jundiaí.

Serviço

Show Sambahia na 39° Festa da Uva de Jundiaí

Parque Comendador Antônio Carbonari – palco interno, localizado na Av. Jundiaí s/n – Anhangabaú

Dia 27 de janeiro, às 20h

COVID-19: Novo esquema de vacinação começa nesta semana; dose entra para a rotina

A Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), a partir da Vigilância Epidemiológica (VE), passa a adotar, novo esquema de vacinação contra a COVID-19, seguindo as orientações do Ministério da Saúde. Considerando que a doença ainda é um problema de saúde pública de grande importância, a vacinação será focada naquelas pessoas mais suscetíveis a evoluírem para casos graves e mortes, como, por exemplo, idosos, gestantes e puérperas, imunodeprimidos, crianças e pessoas com comorbidades.

“Considerando a gravidade da COVID-19 entre crianças menores de 5 anos, de modo especial entre os menores de 1 ano de idade, o Ministério da Saúde decidiu pela inclusão da vacinação no calendário nacional de vacinação infantil de rotina, para crianças de 6 meses a 4 anos, 11 meses e 29 dias. O esquema é de 3 doses, com a vacina Pfizer Baby, devendo ser aplicada aos 6, 7 e 9 meses. As crianças que já receberam as 3 doses anteriormente, não precisam receber novas doses”, detalha a coordenadora da VE, Maria do Carmo Possidente.

A partir de 5 anos de idade, o foco será nos grupos prioritários, que devem ter o esquema primário de 2 doses com qualquer uma das vacinas contra COVID-19. Para os que já têm o esquema primário, há indicação de receber reforço da vacina a cada 6 ou 12 meses. Esses reforços se fazem necessários pois devido à idade ou às condições de saúde dessas pessoas, a redução dos anticorpos protetores é mais rápida, deixando a pessoa exposta ao vírus em um menor espaço de tempo.

As crianças de 5 a 11 anos serão vacinadas com a vacina Pfizer Pediátrica, e a partir de 12 anos, será usada a vacina Pfizer Bivalente.

Reforço da vacina contra a Covid-19 a cada 6 meses:

– Gestantes e puérperas;
– Idosos;
– Pessoas imunocomprometidas.

Reforço a cada 12 meses:

– Pessoas menores de 60 anos vivendo em Instituições de Longa Permanência para Idosos (ILPI) e Residências Inclusivas (RI) e seus trabalhadores;
– Indígenas, ribeirinhos e quilombolas;
– Trabalhadores de saúde;
– Pessoas com deficiência permanente;
– Pessoas com comorbidades;
– Pessoas privadas de liberdade de 18 anos ou mais, funcionários do sistema de privação de liberdade e adolescentes cumprindo medidas socioeducativas;
– Pessoas em situação e rua.

Pessoas a partir de 5 anos que não pertencem aos grupos prioritários:

As pessoas a partir de 5 anos que não fazem parte dos grupos prioritários também devem estar com sua vacinação em dia: esquema de duas doses.

O calendário de vacinação pode ser consultado no portal da Prefeitura de Jundiaí, na página https://jundiai.sp.gov.br/coronavirus/calendario-de-vacinacao/.

Agenda Cultural: Festa da Uva e programação de férias são as opções para o final de semana

A Festa da Uva de Jundiaí entra no seu segundo final de semana e deve atrair público igual ou superior aos 54 mil visitantes que já passaram pelo Parque Comendador Antonio Carbonari, vindos de diversas cidades brasileiras, quando puderam conhecer o potencial agronômico, gastronômico, cultural e de lazer que a promoção oferece.

Para esse final de semana a programação é bem diversificada nos cinco palcos temáticos: Palco Interno – Uva Niagara Rosada de Jundiahy, Palco Externo – Uva Isabel, Coreto do Rock – Uva Máximo, Espaço das Crianças – Uva Ribas, Palco do Samba – Uva Bordô, além das intervenções itinerantes e brincadeiras pelo Parque.

A entrada é gratuita e quem puder colaborar com as ações do Fundo Social de Solidariedade pode doar um quilo de mantimento não perecível, que será repassado às famílias cadastradas.

A programação completa da festa pode ser conferida no site oficial https://festadauva.jundiai.sp.gov.br/.

Mas além da Festa da Uva ainda há uma extensa programação cultural gratuita acontecendo nos equipamentos da Cultura. Confira as ações programadas nos espaços pela Unidade de Gestão de Cultura (UGC):

Biblioteca Nelson Foot

Dia 19 (Sexta) às 16h, Nossa História e Nossas Brincadeiras (Coletivo PretaEu). Antecedendo cada brincadeira propriamente dita, a história da Amarelinha Africana e do atabaque serão apresentadas às crianças, que serão estimuladas a participarem da brincadeira.

Dia 20 (Sábado) às 11h, Paula e o Lobo (Cena4). Como seria se, de repente, você descobrisse que quase todos os seus amigos desapareceram? E o pior, sem você saber muito bem o porquê! É desse jeito que começa a aventura da Paula, do Rafa e do Juninho.

O visitante também poderá conferir a mostra “Memórias da Terra Querida”, do artista Luca Ferrari.

A Biblioteca está localizada dentro do Complexo Argos, na rua Dr. Cavalcanti, 396 – Vila Arens.

Centro das Artes Prefeito Pedro Fávaro

O Centro das Artes Prefeito Pedro Fávaro segue aberto para visitações do público para conferir as suas novas instalações. E para esse mês, a Unidade de Gestão de Cultura (UGC) preparou uma programação especial de férias, com os corpos artísticos municipais.

A programação começa com as apresentações – no sábado (20) e domingo (21), sempre às 16h – de “R.I.P. – Uma história de amor”, o mais novo espetáculo lançado pela Cia. de Teatro de Jundiaí, inclusive para a reabertura do equipamento cultural. Ambas as sessões serão realizadas na Sala Glória Rocha de espetáculos.

Com classificação livre, “R.I.P.” conta as tentativas de Mário em declarar seu amor e propor casamento a Maria, sob as bênçãos de sua mãe no cemitério de um vilarejo qualquer, no dia em que os familiares vão homenagear seus antepassados. A cada tentativa de aproximação, Mário deve enfrentar seu rival Enrico, o Talarico, que também busca cativar o amor de Maria, utilizando-se de inúmeras artimanhas. Maria terá então que decidir se aceita o amor de uma alma gêmea ou de uma alma penada. Quem será que leva a melhor?

Na Galeria de Exposições Olga de Brito as obras dos artistas: Alice Vilhena, Arima Rayana, Artur Torresan, Bea Pastorini Nogueira, Bell Agnello, Carol Yarid, Catendê Sarti, Cecilia Celandroni, Celante, Cris Suiter, Dani Shirozono, Dimitri Kuriki Yoshinaga, Ede Galileu, Eduardo Carlos Pereira, Emilia Santos, Gabizine, Gika, Giovanna Poletto, Guilherme Rueda, Guilherme Sai, Guskuma, Isabel Lopes Vaz, Jamaira Pacheco, Jana Ferrari, João Ballas, José Espindola, Julia Lennon, Julia Zulian, Lile Blanc, Lívia Franzoni, Lucas Trabachini, Maru Kamilo, Mauro Taschetto, Nariz Coletivo, Nemer, Ócio, Podre Flores, Stella Pinheiro, Vânia Feitosa, Vera Lucchini, Will e Yeda Sandoval.

A entrada é gratuita e pode ser visitada neste final de semana das 10h às 17h. O Centro das Artes está localizado na rua Barão de Jundiaí, 1.093 – Centro.

Fábrica das Infâncias Japy

Nesta sexta-feira (19), a partir das 14h, acontece a Oficina de Férias: Natureza Colorida (fabricação de tintas naturais), com a arte educadora Juliana Fernandes, voltada para crianças de cinco a 12 anos. São oferecidas 20 vagas, totalmente gratuita e preenchidas por ordem de chegada.

A proposta desta oficina é a de fabricação de tintas naturais. Pretende-se estimular o olhar atento aos elementos da natureza e suas cores, mostrando algumas das inúmeras possibilidades que podem surgir da mistura de diferentes elementos. Nesta oficina serão utilizados: terra seca, legumes, vegetais, sementes, temperos etc. encontrados em nosso jardim, em nossa cozinha e em nossos alimentos. Depois de preparadas as tintas os participantes receberão desenhos impressos, papel em branco e pincéis, para colorir. Tem também como objetivo estimular o olhar atento aos elementos naturais e suas cores de maneira sustentável. Mostrando que a natureza nos oferece matéria prima abundante na fabricação de tintas.

Já no sábado e domingo – sempre a partir das 10h30, programação infantojuvenil gratuita.

Dia 20 – Contos de Fadas e Duendes – contação de história – Cia. Giro no Biombo.

Dia 21 – O Poder das Histórias – contação de história – Cia. Bicicletas Voadoras.

A Fábrica das Infâncias está localizada na rua Lacerda Franco, 175 – Vila Arens.

Museu Histórico e Cultural de Jundiaí – Solar do Barão

O Museu encontra-se fechado para manutenção geral e montagem de exposição inédita sobre Jundiaí durante os períodos Colonial e Imperial.

Já os Jardins seguem abertos para visitação gratuita, com acesso direto da rua Barão de Jundiaí, das 10h às 17h, neste final de semana.

Museu dos Ferroviários

No local o visitante poderá conferir a exposição: “Ferrovias… muito além dos trilhos”, que, dividida em duas salas, é uma homenagem às contribuições da ferrovia e dos ferroviários, tanto no mundo, como no Brasil e em Jundiaí.

Por meio de documentos, fotos, réplicas e painéis interativos, a exposição visa narrar não só a importância da ferrovia para o desenvolvimento local e mundial, como também a importância de seus trabalhadores e trabalhadoras.

O Museu está localizado na avenida União dos Ferroviário, 1.760, dentro do Espaço Expressa (antigo Complexo Fepasa).

Pinacoteca Diógenes Duarte Paes

Com entrada gratuita o público poderá conferir a mostra do artista jundiaiense Andrey Guaianá Zignnatto, que abre a temporada 2024 de exposições, na Pinacoteca.

“CO YBY ORÉ RETAMA”, que na língua Guarani M’bya significa “Essa Terra é o Nosso Lugar” é uma exposição inédita do artista, onde será apresentado ao público um conjunto de 10 trabalhos, produzidos em diversas plataformas como escultura, instalação, performance, vídeo arte, objetos, pintura, fotografia, e tem curadoria assinada por Sandra Ará Reté Benites, e produção de Ellen Navarro.

A Pinacoteca está localizada na rua Barão de Jundiaí, 109 – Centro e horário de funcionamento tanto no sábado quanto no domingo é das 10h às 17h.

Pracinha da Cultura – Vista Alegre

Nesta sexta-feira (19), a partir das 16h, na Biblioteca da Pracinha, a Cia. Inspirarte apresenta a contação de história “O beija-flor da gravata vermelha”. Entrada gratuita.

A Pracinha está localizada na rua Cabo Edvaldo Quirino Santana – Vista Alegre.

Cia. Jovem de Dança concorre em quatro categorias do renomado Prêmio APCA

Pela terceira vez, a Cia. Jovem de Dança de Jundiaí – corpo artístico municipal ligado à Unidade de Gestão de Cultura (UGC) – concorre ao renomado Prêmio APCA, da Associação Paulista de Críticos de Artes. Desta vez, o grupo foi indicado em quatro das seis categorias destinadas à Dança, que são “Espetáculo”, “Coreografia/Criação”, “Elenco” e “Projeto, Programa, Difusão e Memória”, todas com “Dança pra Lua”, coreografia de Ivan Bernardelli estreada pelo grupo em setembro do ano passado.

CONFIRA AS FOTOS DA COREOGRAFIA

Referentes aos anos de 2020 e 2021, o grupo já havia recebido outras três indicações do Prêmio. No primeiro ano, na Categoria Criação, o grupo concorreu com “P.A.Q.U.I.T.A.”, coreografia com as iniciais de Passos aleatórios que um impulso te apresenta, de Alex Soares, diretor artístico da companhia.https://ae782432f03168add35cd74ca58ed95d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

No ano seguinte, as indicações vieram em duas categorias: em “Espetáculo não presencial”, com “TikClog Dance”, coreografia com a cara das redes sociais e inspirada na clássica cena dos tamancos (clog, em inglês) do “La fille mal gardée”, de Jean-Georges Noverre; e na categoria “Projeto, Programa, Difusão e Memória” – da qual a companhia jundiaiense saiu-se campeã -, com a série de vídeos do Mês do Patrimônio gravada em locais icônicos da cidade, como a Serra do Japi e o Teatro Polytheama.

“Com estas indicações, somam-se sete as categorias em que a nossa companhia concorreu neste tão tradicional e renomado Prêmio destinado à classe artística paulista. Sem contar a recente nomeação ao Prêmio Governador do Estado de São Paulo ao Alex Soares, diretor artístico da companhia. Trata-se de importantes reconhecimentos, que elevam a companhia ao seleto grupo dos mais reconhecidos corpos artísticos paulistas e atestam como acertada a decisão da Prefeitura pela retomada do grupo, em 2018, com este perfil jovem e inovador”, comentou o gestor de Cultura, Marcelo Peroni.

Alex também falou da importância das indicações. “O reconhecimento e visibilidade destas indicações são frutos de muito trabalho, da força de um elenco, que, apesar de jovem, tem muito talento, e dos crescentes investimentos que a companhia vem ganhando. Por isso, as indicações foram recebidas com muita alegria, pois reconhecem os esforços de todos, o patamar do trabalho desenvolvido e as decisões acertadas que foram tomadas, como, por exemplo, ao edital de novos coreógrafos, um desejo antigo meu e que investe em novas vozes do cenário da dança. O desafio agora é seguir este caminho e conseguir mais espaço, investimentos e a continuidade deste trabalho.”https://ae782432f03168add35cd74ca58ed95d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

O coreógrafo Ivan Bernardelli falou da emoção pelo reconhecimento. “Fiquei muito surpreso e emocionado. Uma indicação como esta é o reconhecimento do trabalho de toda uma cadeia de profissionais. Isso foi o que mais me emocionou: ver que um trabalho como este é veículo para o reconhecimento de tantas pessoas, desde o elenco, por quem fui muito acolhido, o Alex e toda a Unidade de Gestão”, comentou Ivan, que já foi indicado outras três vezes para o Prêmio, mas que pela primeira vez concorre enquanto coreógrafo.

Ao som da obra do compositor e pianista brasileiro Vitor Araújo, “Dança pra Lua” traz como marcas circularidade, repetições, ciclos, mandalas, loopings e espelhamentos para celebrar a Lua, astro mágico que brilha à noite e ao qual rendem homenagens, ritos e cerimônias os mais diversos povos e religiões que compõem o Brasil.

Ivan foi selecionado pelo edital de contratação de novos coreógrafos para a Cia., proposta que rendeu a indicação na categoria “Projeto, Programa, Difusão e Memória”. “Foi uma experiência imersiva, de materialização com o elenco da proposta que havia feito na inscrição do edital. A Lua é um elemento presente nos mitos de diversas culturas, tanto Cristão com São Jorge, Ogum na afro-brasileira, Diana na mitologia grega e Jaci nas indígenas. A ideia então era brincar com esta atmosfera sagrada e ritualística e os bailarinos, com muita disponibilidade, ancoraram-se mutuamente, captando também esta proposta de circularidade, movimento e espelhamento”, explicou Ivan sobre a coreografia. https://ae782432f03168add35cd74ca58ed95d.safeframe.googlesyndication.com/safeframe/1-0-40/html/container.html

E continuou: “O reconhecimento e visibilidade destas indicações são frutos de muito trabalho, da força de um elenco, que, apesar de jovem, tem muito talento, e dos crescentes investimentos que a companhia vem ganhando. Por isso, as indicações foram recebidas com muita alegria, pois reconhecem os esforços de todos, o patamar do trabalho desenvolvido e as decisões acertadas que foram tomadas, como, por exemplo, ao edital de novos coreógrafos, um desejo antigo meu e que investe em novas vozes do cenário da dança. O desafio agora é seguir este caminho e conseguir mais espaço, investimentos e a continuidade deste trabalho”, concluiu Ivan.

Mais Cia. Jovem de Dança

No sábado (27) e domingo (28), às 16h, a Cia. Jovem de Dança apresenta seu espetáculo “Instagrimm” na Sala Glória Rocha. As apresentações fazem parte da programação gratuita de janeiro no recentemente reinaugurado Centro das Artes Prefeito Pedro Fávaro.

Janeiro roxo é mês de conscientização sobre hanseníase

Avaliação de mancha branca na pele, que está entre os sintomas da hanseníase (Foto: Divulgação)

Com o objetivo de conscientizar e alertar a população sobre os perigos da hanseníase – doença infecciosa, contagiosa, causada pelo bacilo Mycobacterium leprae -, o primeiro mês do ano é caracterizado por iniciativas para o diagnóstico e tratamento da enfermidade. Ao longo do mês estão sendo realizadas buscas ativas de possíveis novos casos nas regiões referenciadas da UBS Tamoio e da Clínica da Família Novo Horizonte 1 e 2. Os usuários podem buscar a sua unidade de referência para tirar dúvidas sobre a doença.

O trabalho faz parte das iniciativas dos agentes comunitários de saúde, com a visitação às casas das famílias que fazem parte da região atendida, questionamento sobre sintomas (manchas brancas ou avermelhadas pelo corpo sem sensibilidade), com encaminhamento para consulta e exames. 

Segundo dados levantados pela Unidade de Gestão de Promoção da Saúde (UGPS), por meio da Vigilância Epidemiológica, Jundiaí registrou 12 casos de hanseníase em 2023 e 10 casos em 2022. Nesta ano de 2024, não registro de novo caso até o momento.  

A doença tem cura e todo o tratamento é oferecido gratuitamente pela rede de Atenção Básica e Ambulatório de Moléstias Infecciosas (AMI) de Jundiaí. 

Transmissão e prevenção 

A transmissão ocorre por meio de contato próximo e contínuo com o paciente não tratado – principalmente vias respiratórias. Sua evolução depende de características do sistema imunológico da pessoa infectada e apresenta múltiplas manifestações clínicas. 

O bacilo causador da hanseníase se instala geralmente nas áreas mais frias do corpo, como lóbulo da orelha, ponta do nariz, cotovelos e nos nervos periféricos. Na pele surgem manchas variadas, de coloração vermelha, mais claras, acastanhadas, e que podem se transformar em placas, nódulos, áreas infiltradas, úlceras, calosidades com alteração de sensibilidade. Todos esses sintomas e manchas devem ser investigados, realizando o teste de sensibilidade e a apalpação dos nervos periféricos. Quando o bacilo se instala nos nervos, ele pode causar formigamento, fisgadas, dormência. A sensibilidade começa a ser modificada; primeiro é a térmica, a seguir, dolorosa, e por último, tátil. 

Não há prevenção específica contra a doença, porém existem medidas que podem evitar novos casos: 

● Diagnóstico e tratamento precoces; 

● Exame dos comunicantes que residem ou residiram por mais de 30 dias consecutivos, nos últimos 5 anos, com o paciente sem tratamento; 

● Aplicação da vacina BCG nos comunicantes domiciliares do paciente. 

Programação de férias invade o Centro das Artes com espetáculos gratuitos

“Instagrimm” propõe aos espectadores a seguinte pergunta: como seria nosso relacionamento com os personagens de contos infantis se eles tivessem redes sociais? (Foto: Divulgação)

Reaberto durante as comemorações dos 367 anos de Jundiaí, o Centro das Artes Prefeito Pedro Fávaro segue aberto para visitações do público para conferir as suas novas instalações. E para o mês de Janeiro, a Unidade de Gestão de Cultura (UGC) preparou uma programação especial de férias, com os corpos artísticos municipais. “Sem contar o destaque das atrações para o público infantojuvenil pelo programa municipal Cidade das Crianças”, comentou o gestor de Cultura, Marcelo Peroni.

A programação começa com as apresentações – no sábado (20) e domingo (21), sempre às 16h – de “R.I.P. – Uma história de amor”, o mais novo espetáculo lançado pela Cia. de Teatro de Jundiaí, inclusive para a reabertura do equipamento cultural. Ambas as sessões serão realizadas na Sala Glória Rocha de espetáculos.

Com classificação livre, “R.I.P.” conta as tentativas de Mário em declarar seu amor e propor casamento a Maria, sob as bênçãos de sua mãe no cemitério de um vilarejo qualquer, no dia em que os familiares vão homenagear seus antepassados. A cada tentativa de aproximação, Mário deve enfrentar seu rival Enrico, o Talarico, que também busca cativar o amor de Maria, utilizando-se de inúmeras artimanhas. Maria terá então que decidir se aceita o amor de uma alma gêmea ou de uma alma penada. Quem será que leva a melhor?

Já na sexta-feira (26), às 20h, também na Sala Glória Rocha, é a vez da apresentação de “Poesia em Canto”, com o Coral Municipal de Jundiaí (adulto). Com harmonias envolventes e a fusão entre a linguagem poética e a beleza sonora, o espetáculo é um mergulho nas profundezas da poesia, dando vida às palavras por meio da música. Cada nota é uma expressão poética, cada harmonia é uma manifestação de sentimentos.

E no sábado (27) e domingo (28), às 16h, a Cia. Jovem de Dança apresenta na Sala Glória Rocha seu espetáculo “Instagrimm”. De maneira lúdica e com bastante humor, o espetáculo traz uma mistura entre contos dos irmãos Grimm no formato de linguagem das redes sociais, sobre um panorama dos diversos estilos de dança. Por meio do diálogo entre a tecnologia e os contos clássicos – alguns mais conhecidos, como “Branca de Neve” e “Chapeuzinho Vermelho”, e outros um pouco menos, como “João de Ferro”, “Rumpelstichen”, “O pescador e sua esposa” e “O menino que não sabia o que era o medo” – o espetáculo propõe ao público revisitar a sua infância e imaginar como seria nosso relacionamento com os personagens se esses pudessem ser seguidos nas redes sociais.

Os ingressos gratuitos para os cinco espetáculos serão disponibilizados gratuitamente – tanto na bilheteria do Centro das Artes quanto pela plataforma Sympla – a partir das 10h30 do dia anterior a cada apresentação. Cada interessado poderá retirar até dois ingressos.

A programação completa do Centro das Artes pode ser conferida na Agenda Cultural.

Mais Centro das Artes
O Centro das Artes fica aberto de terça-feira a domingo, das 10h às 22h. Além das atrações, o visitante também pode conferir no local a Mostra Coletiva da Galeria de Exposições Olga de Brito, o mais novo espaço expositivo da cidade, e que conta nesta estreia com as obras de mais de quarenta artista locais e nas mais diversas técnicas, como quadros, esculturas e instalações.

O Centro das Artes fica na rua Barão de Jundiaí, 1093 – Centro.